21-11-18- Wilson: servidores devem "guardar energia" para gestão Mendes

21-11-18- Wilson: servidores devem "guardar energia" para gestão Mendes

CAMILA RIBEIRO E DOUGLAS TRIELLI 
MIDIA NEWS DA REDAÇÃO

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) - um dos principais defensores do governador Pedro Taques (PSDB) - sugeriu que os servidores públicos do Estado “guardem suas energias” para realizarem protestos a partir do próximo ano.

 

Desde a última semana, parte do funcionalismo tem feito atos e paralisações após o Poder Executivo não ter pago a parcela de 2% relativa à Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores.

 

Algumas categorias não descartam, inclusive, dar início a um movimento grevista que poderia se estender até janeiro de 2019, já na gestão do governador eleito Mauro Mendes (DEM).

 

O Mauro já tem anunciado que vai voltar a jornada completa, vai extinguir secretarias, reduzir comissionados e, provavelmente, não pagará nenhuma das 4 RGAs. Então, que os servidores guardem suas energias

“Espero que não façam greve. Eles têm que se preocupar muito mais com Mauro Mendes do que com o Governo Taques. O governo do Pedro já está aí, prestes a encerrar. Os servidores já fizeram muitas greves. Devem se preocupar com o Governo Mauro Mendes, que tem quatro anos pela frente”, disse Wilson.

 

Na avaliação do tucano, algumas ações anunciadas por Mendes nesse processo de transição de Governo sinalizam que ele não deverá pagar a RGA dos servidores durante sua gestão.

 

O futuro governador já anunciou, por exemplo, a redução no número de secretarias - de 24 para 15 pastas - e a demissão de 3 mil pessoas, entre ocupantes de cargos comissionados, de função gratificada e contratados, além do retorno da jornada de trabalho de oito horas diárias.

 

“O Mauro já tem anunciado que vai retomar a jornada completa, vai extinguir secretarias, reduzir comissionados e, provavelmente, não pagará nenhuma das 4 RGAs”, disse o deputado.

 

“Então, que os servidores guardem suas energias, suas estratégias, para um governo que está aí por vir por 48 meses, não para um governo que está acabando”, acrescentou.

 

Defesa do Governo

 

O parlamentar ressaltou ainda que Taques pagou todas as RGAs dos servidores e que esta parcela do mês de outubro ainda não foi quitada em razão de uma decisão contrária do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT).

 

Segundo o TCE, como o Governo estourou os limites de gastos com folha salarial, não poderia conceder o ganho real aos servidores.

 

“Nosso governo pagou todas as RGAs e quer pagar essa. É só o Fórum Sindical ir lá no TCE e tirar do TCE a autorização para que o governador pague, que ele pagará em 24 horas”, disse Wilson.

 

“O governador já reservou os R$ 13 milhões, está separado para pagar. Já pagamos RGAs muito maiores que essa. De 11,28%; de 6,53%; de 6,23%. Porque não pagaríamos a parcela de 2%?”, questionou o deputado.