11-10-18- Com patrimônio de R$ 2,5 mil, Barbudo venceu três milionários como o mais votado

11-10-18- Com patrimônio de R$ 2,5 mil, Barbudo venceu três milionários como o mais votado


REPÓRTERMT / DA REDAÇÃO

Entre os eleitos por Mato Grosso, Nelson Barbudo (PSL) foi o deputado federal que declarou o menor patrimônio: R$ 2,5 mil. Uma carreta reboque da marca JET é o único bem informado pelo deputado do PSL, que teve 126 mil votos, o mais votado entre os candidatos que disputaram o pleito de domingo (7).

Nelson Barbudo é produtor rural da região de Alto Taquari. Boa parte de sua campanha foi feita por meio das redes sociais, com intensa utilização de vídeos no YouTube e conteúdos distribuídos pelo WhatsApp. Além disso, ele se aproximou da imagem do presidenciável Jair Bolsonaro, também do PSL.

Segundo informações do TRE, Barbudo tem apenas uma carreta reboque da marca JET. O deputado eleito do PSL, que teve 126 mil votos, o mais votado entre os candidatos que disputaram o pleito de domingo (7).

O empresário e ex-ministro da Agricultura Neri Geller (PP) foi quem declarou o maior valor entre os eleitos. O patrimônio de Geller soma R$ 9 milhões. Máquinas, implementos e demais equipamentos da atividade de produtor rural de Geller somam R$ 2,8 milhões, segundo declaração. Outros R$ 2 milhões são de créditos da venda de produtos agrícolas.

Ele conseguiu 73 mil votos, tendo sido o terceiro mais votado. O deputado eleito ainda tem bens como uma caminhonete SW4 no valor de R$ 247 mil; cotas da Geller Auto Posto Ltda no montante de R$ 500 mil; um empréstimo para a mesma empresa de R$ 569 mil; um terreno em Lucas do Rio Verde na ordem de R$ 438 mil; e um apartamento na cidade de R$ 715 mil; além de um empréstimo a Marcelo Piccini Geller de R$ 932 mil.

Eleito para o quarto mandato consecutivo de deputado federal, Carlos Bezerra (MDB) também tem patrimônio na casa dos milhões. Bezerra declarou R$ 1,5 milhão ao TRE. Um Trator Massey Ferguson de R$ 101 mil; um apartamento no edifício Fontana di Trevi avaliado em R$ 153 mil; uma fazenda de R$ 555 mil, em Dom Aquino; uma Mitsubishi Pajero Dakar de R$ 145 mil; além de diversos equipamentos agrícolas, constam na declaração. Bezerra foi reeleito com 59 mil votos.

O patrimônio de Geller soma R$ 9 milhões. Máquinas, implementos e demais equipamentos da atividade de produtor rural de Geller somam R$ 2,8 milhões, segundo declaração. Outros R$ 2 milhões são de créditos da venda de produtos agrícolas.

Juarez Costa é empresário da região de Sinop e já foi prefeito do município. Ao TRE, Juarez disse ter um patrimônio de R$ 2,4 milhões. Ele informou ser dono de um apartamento de R$ 480 mil no bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá; e também de uma casa avaliada em R$ 892 mil, em Sinop. Um apartamento de R$ 300 mil e Balneário Camboriú (SC) também foi declarado à Justiça, entre outros bens e recursos bancários. Ao todo, 49 mil mato-grossenses votaram em Juarez.

Atualmente no cargo de deputado estadual, Leonardo Albuquerque (SD) declarou R$ 419 mil. O bem mais valioso na declaração é uma casa, ainda em construção, no valor de R$ 204 mil em Cáceres, domicílio eleitoral de Leonardo. Um carro Citroen C3 de R$ 61 mil e um seguro de R$ 94 mil também foram informados à Justiça Eleitoral.

A professora Rosa Neide (PT) declarou R$ 212 mil em bens e imóveis. São R$ 132 mil em uma conta-poupança, R$ 21,9 mil em uma conta corrente, um lote urbano em Diamantino no valor de R$ 30 mil, além de um Fiat Uno Way, de R$ 28 mil.

O deputado eleito e senador da República José Medeiros declarou R$223,4 mil. Uma casa avaliada em R$ 206 mil é o bem mais valioso na declaração, que ainda inclui R$ 17,3 mil em conta corrente e um depósito de R$ 98,81. Ele teve 82 mil votos. 

Emanuelzinho (PTB) declarou apenas um carro de R$ 40 mil, sem informar o modelo.