10-09-18- MT tem três representantes indígenas disputando AL e Câmara Federal

10-09-18- MT tem três representantes indígenas disputando AL e Câmara Federal

Por Carlos Gustavo Dorileo/Olhar Direto

Foto: Reprodução 

Três indígenas vão disputar cargos do Legislativo na eleição do mês de outubro. São eles: Cacique Rondon (Psol) e Gregorio Marinatse (PV), que tentam ser eleitos na Câmara Federal e Matudjo Metuktire (Psol), que disputa uma das cadeiras da Assembleia Legislativa.

Líder indígena da aldeia Kopenoty, da etnia Terena, há mais de quatro décadas, Milton Jorge Turi Rondon, o ‘Cacique Rondon’, chegou a disputar em 2010 o cargo de deputado estadual, mas com apenas 458 votos não foi eleito.

Entre suas propostas para disputar uma vaga na Câmara Federal estão a luta pela demarcação dos territórios indígenas, o fim de loteamento dos cargos da saúde indígena, exigência de profissionais com experiência em saúde indígena, o combate a criminalização dos movimentos de luta pela terra e a luta pela educação do índio nas universidades federais.

Já o seu colega de partido Matudjo Metuktire está em sua terceira eleição, desde 2012, quando foi eleito vereador no município de São José do Xingu por quociente partidário, com 96 votos.

Se eleito, ele será o primeiro deputado estadual indígena de Mato Grosso, que tem 10.627 eleitores índios aptos a votar em aldeias de 24 municípios pelo estado, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT).

Pelo PV, Gregório Warinatsé Abhoodi, de 45 anos, que terá o nome ‘Gregório Marinatse’ nas urnas também é uma opção para deputado federal.

Ainda conforme o TRE, 36 locais de votação serão instalados nas aldeias do estado. Elas estão situadas nos municípios de Nobres, Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Santa Terezinha, São Félix do Araguaia, Porto Esperidião, Tangará da Serra, Juara, Campinápolis, Confresa, São José do Xingu, Juína, Peixoto de Azevedo, Feliz Natal, Santo Antônio do Leverger, Poxoréu, Rondonópolis, Barra do Garças, Brasnorte, General Carneiro, Gaúcha do Norte, Rondolândia, , Paranatinga e Campo Novo do Parecis.