Sindicato repudia declarações de Henry sobre funcionalismo público.

Da Redação - Alline Marques

Foto: Ivone Lima

O Sindicato dos Servidores da Saúde e Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso (Sisma) repudiou a declaração do secretário Estadual de Saúde, Pedro Henry (PP), ao declarar que os servidores estariam mal acostumados com a omissão do estado em cobrar o funcionalismo público.

Em nota, a presidente da entidade, Aparecida Silva Rodrigues, considera disse que o gestor quer repassar a responsabilidade da ingerência e incompetência dos administradores aos funcionários e considerou a atitude desrespeitosa, descabida e infeliz.

Aparecida questiona ainda por que o gestor não tem interesse em desenvolver os serviços que são de encargos e ainda insinua que o mau gerenciamento seria para justificar a implantação das Organizações Sociais (OS’s).

Ainda sobre a comparação de salários feita pelo secretário, a entidade destacou que o salário de R$ 7 mil pago à enfermeira concursada deve-se ao fato do tempo de carreiras e aos cursos realizados.

Confira a íntegra da nota

A presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde e Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso, Aparecida Silva Rodrigues, vem a público manifestar o seu veemente REPÚDIO frente à notícia veiculada no site Olhar Direto, em que se reporta aos servidores da saúde como “mal acostumados” inferindo aos Profissionais da Saúde a ingerência e incompetente gestão de administradores não comprometidos com a Saúde Pública do Estado de Mato Grosso.

O abandono e o descaso com a saúde da população de Mato Grosso vem de alguns anos, sendo relegados a segundo plano, não priorizando as metas e as ações de prevenção e atenção à saúde, como deveriam ser feitas e que em muitas vezes se devolve altos numerários pela ineficiência em poder aplicá-los por falta de capacidade gerencial. Por que não tem interesse um Gestor Estadual em bem desenvolver os serviços que estão a seu encargo? Apenas para que possam ser implantadas as OS’s?

A atitude de Sua Excelência, o Senhor Pedro Henry com essa reportagem é no mínimo desrespeitosa, descabida e infeliz, já que, se a Saúde Pública do Estado, não estando em estado satisfatório, há de se responsabilizar o profissional que ali dedica seus conhecimentos na causa pública, em detrimento à má gestão que os atuais governantes vem exercendo, como se nada tivesse a ver com o problema.

Sr. Secretário de Saúde, caso tenha realmente interesse de saber (já que é o titular da Pasta) é que seus Servidores para estarem com o salário de R$ 7.000,00 (Sete mil reais), o profissional já deve contar com muitos anos de serviços prestados e que tenha se qualificado em vários cursos de especialização para galgar tal posição.

É com profundo pesar e desprezo que este Sindicato, se reporta ao Senhor Secretário de Saúde, Doutor Pedro Henry pela infeliz e desrespeitosa manifestação sobre os nossos Servidores, que em muito tem contribuído pela implantação e operacionalização do Sistema Único de Saúde no Estado de Mato Grosso.
EXIGIMOS RESPEITO!

Aparecida Silva Rodrigues
Presidente do SISMA/MT

 

Por: Ivone Lima

Pontaldoaraguaianews.com

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário