Ex-morador de rua vira milionário e ensina tática de vendas a executivos.

R7

Foto: Arquivo Pessoal

 

Tudo começou com R$ 12 emprestados por um porteiro a um morador de rua, que queria comprar remédios para a esposa, grávida, em 1986. No entanto, a caminho da farmácia, David Portes teve uma ideia que, apesar de simples, mudou sua vida. Em vez de medicamentos, comprou dezenas de balas e revendeu todas em minutos. Começava ali um dos negócios informais mais bem sucedidos do centro do Rio.

Com o lucro inicial, Portes medicou a esposa e devolveu o empréstimo ao porteiro. Após conseguir montar sua barraca de balas, passou a bolar planos de marketing que fizeram a diferença em relação à concorrência. Tudo que sabe sobre técnicas de negócios, David aprendeu na prática. Se faltou estudo, sobre criatividade para conquistar a clientela.

- Certa vez instalei um sino e comecei a falar em voz alta: "quando o sino badala o pedestre ganha uma bala. Quando faz dim dom o pedestre ganha um bombom". Os outros camelôs diziam que eu estava maluco, gastando dinheiro à toa. Mas aquilo era na verdade um investimento para conquistar a freguesia.

Essa e outras histórias, o baleiro conta em suas palestras, normalmente destinadas a executivos. Ele faz cerca de 10 por mês, ao custo de R$12 mil cada. Nesse ritmo, já juntou no currículo mais de mil apresentações, onde ensina formas de conquistar consumidores.

- A base de uma boa venda é o sorriso. Com simpatia você finaliza o cliente, que acaba te indicando para outras pessoas. A melhor ferramenta do marketing é o boca a boca.

O sucesso de Portes chamou tanta atenção que ele recebeu, recentemente, um prêmio em Nova York como “maior especialista em vendas do mundo”, pelas mãos Philip Kotler, considerado o "pai" do marketing.

Um dos temas abordados pelo empresário é a busca do diferencial a fim de driblar a concorrência. Ele lembra que foi o primeiro camelô da cidade a criar um serviço de "call center" para fazer entregas.

- Percebi que as vendas caíam depois do almoço, por volta das 15h. Com a criação do atendimento por telefone, os clientes ligavam e entregávamos em até 10 minutos no escritório.

Convênio com dentistas

Depois da exploração das vendas por telefone, foi a vez de o vendedor ganhar a internet. Em 1993, há 18 anos, quando a grande rede de computadores ainda engatinhava, David criou um página para divulgar seus produtos.

Os lucros cresciam impulsionados por novas ideias. Além de criar um cartão fidelidade, que rendia créditos para os clientes conforme o consumo, ele conseguiu também convênios com dentistas e inventou o slogan: “A banca do David estraga, mas também conserta os dentes”.

Atualmente, quem dirige a barraca de balas é o irmão de David Portes. Já o filho dele, que há 25 estava na barriga da mãe - que precisava de remédio - é o presidente da empresa de publicidade recém-criada pela família.

 

Por: Ivone Lima

Pontaldoaraguaianews.com

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário