Descontente, Blairo Maggi pode sair do PR.

Agência Estado

O senador Blairo Maggi (PR) pode trocar o PR pelo PSD diante da sua insatisfação com os desdobramentos das denúncias de corrupção no Ministério dos Transportes que resultaram na queda de seu afilhado político Luiz Antônio Pagot do comando do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Segundo informações, nesta quinta-feira (15), ao viajar de Brasília para Cuiabá no mesmo voo que o deputado José Riva (PSD), articulador da sigla em Mato Grosso, Maggi conversou longamente sobre o assunto com o presidente da Assembleia Legislativa.

Na ocasião, Riva convidou o senador para ingressar no PSD e ele ficou de analisar a possibilidade. Uma nova conversa deve acontecer hoje no escritório do senador republicano.

Já na próxima semana, Riva e Maggi devem se reunir com o presidente nacional e idealizador do PSD, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Se a mudança se concretizar, Riva terá cooptado para o PSD o primeiro senador em Mato Grosso, e o terceiro no Brasil. Por enquanto, o partido tem apenas os senadores Petecão (PSD-AC) e Kátia Abreu (PSD-TO), o que lançaria Maggi automaticamente para o patamar de um dos principais líderes da sigla em nível nacional.

Além da boa receptividade ao convite feito por Riva, o desgaste enfrentado pelo PR diante da enxurrada de denúncias colaboram para aumentar as apostas de que o senador mudará de partido.

Maggi está insatisfeito desde o escândalo que abalou a sigla nacionalmente, que teve início com as denúncias de superfaturamento e corrupção publicadas pela revista “Veja” em 2 de junho. Como consequência, a presidente Dilma Rousseff (PT) fez uma “faxina” na Ministério, e derrubou toda a cúpula.

Essa reação resultou na saída do PR da base permanente de sustentação da presidência.


Blairo Maggi e Riva foram procurados pela reportagem, mas nenhum atendeu às ligações.

 

Laíse Lucatelli

Por: Ivone Lima / pontaldoaraguaianews.com

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário