28-11-2011-Inquérito sobre a morte do tenente Benevides continua em aberto.

Escrito por Chocolate

Inquérito não foi fechado por falta de laudo da perícia.

Depois de quase três meses que o acidente aconteceu, parece que a imprensa simplesmente esqueceu o fato. Fomos atrás, e conversamos com o delegado da polícia civil, DR. Adilson Gonçalves Macedo que informou que o inquérito permanece em aberto por falta de um laudo pericial da polícia técnica. Ainda segundo ele, o outro envolvido no acidente não foi interrogado. ”Somente resolvendo essas duas questões, dentro de uma semana o caso fica resolvido” concluiu.

Existem ainda outros fatores que contribuem para que o caso demore a ser concluído. Um deles, é a falta de efetivo suficiente da Politec para atuar. Outro fator curioso é que a moto do acusado foi vendida e não foi possível fazer um laudo nas duas motos mas somente na do tenente segundo um perito de Barra do Garças.

O perito criminal disse que o caso pode ser concluído mesmo sem o laudo, pois a perícia vai fazer apenas uma reprodução simulada no local do acidente, uma vez que a vítima não morreu no local e sim no hospital.” A Politec só é acionada em acidentes quando esse for com vítima fatal”afirmou. Ele afirma que a perícia não foi acionada na época por que a polícia civil estava em greve.

O técnico disse que recebeu o pedido de reprodução simulada por parte do delegado a trinta dias aproximadamente, e que isso deve acontecer daqui a uma semana. Para ele um dos agravantes para a demora nos atendimentos se dá pelo fato do pouco efetivo da Politec de Barra do Garças que atende a outros municípios como,Pontal do Araguaia, Torixoréu, General Carneiro, Baliza, Ponte Branca, Confresa e Vila Rica .

O acusado de trafegar na contramão permanece em casa se recuperando dos ferimentos. Enquanto isso a família e amigos aguardam uma posição da justiça em relação ao caso e esperam que seja condenado por crime doloso e não culposo (quando não há a intenção de matar), como se cogitava no início e deixou a família indignada, pois na interpretação deles o rapaz que conduzia na contra mão assumiu o risco de cometer o acidente.

Retomando o caso.

O caso chamou a atenção de toda a comunidade no dia 11 de setembro quando o tenente Horácio de Souza Benevides da polícia militar se envolveu em um acidente na rua independência, que culminou com a sua morte no dia 12. O outro envolvido estava fugindo de motocicleta de outro acidente quando entrou na contra mão e atingiu de frente o tenente que estava retornando para casa.

 

Por: Ivone Lima

Pontaldoaraguaianews.com