23-10-2011-Governo deve investir R$ 18 bilhões em obras de mobilidade para a Copa.

Recursos estão previstos em relatório preliminar do Plano Plurianual. Segundo relator, total de investimentos em 2012 pode chegar a R$ 74 bi.

 

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) afirmou que, nos próximos três anos, serão investidos R$ 18 bilhões em empreendimentos e sistemas de requalificação de mobilidade urbana para as cidades-sede da Copa do Mundo.

Os recursos estão previstos no relatório preliminar do Plano Plurianual (PPA 2012-2015) apresentado por Walter Pinheiro nesta sexta à Comissão Mista Orçamento. A comissão analisa o PPA, que estabelece diretrizes, objetivos e metas da administração pública federal para os próximos quatro anos, e a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que traz gastos e previsão de receitas para o ano seguinte.

Segundo Walter Pinheiro, o PPA deve ser votado no início de dezembro e a expectativa é de que seja analisado antes da LDO.

De acordo com Pinheiro, o total de investimentos em 2012 será de R$ 58 bilhões, podendo chegar a R$ 74 bilhões. Deste montante, R$ 42 bilhões serão destinados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) - as obras voltadas para a Copa estão dentro desse valor. Segundo o senador, uma das prioridades será o programa Minha Casa, Minha Vida.

Pinheiro disse que a meta do governo é construir dois milhões de moradias populares nos próximos anos. Também estão previstas a inclusão de 495 mil domicílios rurais no programa Luz para Todos e a construção de 14,7 mil quilômetros de rodovias e 4,5 mil de ferrovias.

O relatório preliminar do PPA traz ainda previsão de R$ 197,6 bilhões para os programas da área de educação, R$ 248 bilhões para geração de trabalho, emprego e renda e R$ 316,7 bilhões para o aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Funcionalismo
Sobre as pressões do funcionalismo público por aumento salarial, especialmente do Judiciário, Pinheiro disse que, a partir de uma reestimativa do aumento de receitas, deverão ser disponibilizados R$ 10 bilhões por ano “para atender as demandas de servidores do Executivo, do Legislativo e do Judiciário e outras despesas de caráter continuado”.

Sobre o salário mínimo em 2012, Pinheiro afirmou que o valor partirá de R$ 619, mas pode chegar a R$ 622 devido à reestimativa de aumento das receitas. “Acredito que deve ser nessa faixa o valor definido pelo Congresso”.

Emendas
Pinheiro disse que vai pedir aos parlamentares que reduzam o número de emendas apresentadas ao PPA. Segundo ele, devem ser apresentadas cerca de sete mil emendas. “Vou conversar com os parlamentares para reduzir esse universo de emendas parlamentares individuais e vou sugerir que sejam priorizadas onze emendas por bancada”.

 

Fonte: G1

 

 

Por: Ivone Lima/pontaldoaraguaianews.com

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário