21-12-2011-Câmara vota aumento de 80% no salário do prefeito; o maior de MT.

De Sinop - Alexandre Alves

A Câmara de Sinop vota, na sessão ordinária de quarta-feira (21), a Lei que fixa o salário do prefeito, vice e secretários para o próximo mandato, que começa em 1º de janeiro de 2013. De acordo com o texto, o subsídio mensal do prefeito que for eleito em outubro próximo será de R$ 18,2 mil – o maior do Estado de Mato Grosso.

O aumento será de 80% em relação ao subsídio que o prefeito Juarez Costa (PMDB) ganha atualmente, que é de R$ 10 mil. A renda do futuro chefe do Poder Executivo sinopense será maior até que a do governador Silval Barbosa (PMDB) em 2012 - R$ 15 mil mensais (o mesmo valor de 2011). Também superará o atual salário do prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio (PMDB), que é de R$ 17 mil.

A argumentação da Comissão de Finanças, Orçamentos e Fiscalização da Câmara,  autora da proposta, é que os salários estão defasados porque não houve aumento desde o último mandato do ex-prefeito Nilson Leitão (PSDB). Este, quando deixou o comando do Paço Municipal, ganhava a mesma quantia que Juarez Costa recebe hoje – R$ 10 mil.

Com a escalada dos rendimentos do futuro prefeito, também crescerão os ganhos do vice-prefeito, que saltarão de R$ 5 mil para R$ 9 mil, e dos secretários municipais, que saltam de R$ 5 mil para R$ 8,7 mil. A Lei também estabelece que os secretários não terão qualquer gratificação adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outro tipo de remuneração.

Para não correr o risco de sofrer “desgastes políticos” por causa de altos incrementos salariais – como o que será votado, a Lei determina que os rendimentos dos ocupantes dos cargos em tela receberão aumentos anuais, no mesmo patamar concedido aos servidores públicos municipais. “Os subsídios de que trata esta Lei serão revistos, anualmente, na mesma data de revisão dos vencimentos dos servidores municipais, sem distinção de índices”, diz um dos artigos.

 

 

Ivone Lima / pontaldoaraguaianews.com