15-12-2011-Justiça suspende processo contra enfermeira

Auxiliar de enfermagem teria aplicado vaselina na veia de adolescente em hospital de SP, no ano passado

 

Da Redação noticias@band.com.br

 

Justiça suspende processo contra auxiliar de enfermagem que teria aplicado vaselina na veia de uma criança em São Paulo, em dezembro do ano passado. 

A 1ª Vara Criminal de Santana suspendeu nessa terça-feira, por três anos, o processo contra a auxiliar de enfermagem Kátia Aragaki. Ela é acusada de homicídio culposo por ter cometido um erro ao injetar medicamento em Stephanie Teixeira, de 12 anos, que provocou a sua morte.

A decisão da Justiça determina que, entre outras exigências, durante o período de suspensão do processo, ela terá de se apresentar mensalmente ao fórum de Santana, na zona norte de São Paulo. 

Kátia também não poderá mudar de endereço sem comunicar ao Juízo e deverá prestar serviços em uma Fundação para o Desenvolvimento da Educação, durante dois anos, sete horas por semana.

O caso 

A adolescente morreu após receber medicação errada em um hospital de São Paulo. Stephanie dos Santos Teixeira, de 12 anos, foi internada com dores abdominais, diarreia e vômito.  Ela foi medicada e, mais tarde, foi transferida para a Santa Casa de Misericórdia, onde morreu às 00h30.

Na ficha de evolução clínica foi ministrada uma solução de vaselina líquida na corrente sanguínea da paciente, o que agravou o estado de saúde.

 

 

Ivone Lima / pontaldoaraguaianews.com