12-01-2012-Oposição pede investigação de concurso em Mato Grosso

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

A oposição de Araguaiana (a 555 km de Cuiabá), está reunindo provas para pedir uma investigação sobre o concurso público municipal cujo resultado foi divulgado na semana passada. De acordo com o morador Luiz Braga, aquele mesmo que denunciou uma irregularidade na construção das casas populares neste mesmo município, 16 dos 35 aprovados têm vínculo político ou parentesco com políticos da cidade.

O morador disse que tem uma lista de aprovados que ocupavam cargos na administração do prefeito Pedro Paschoal (PMDB) e pede que o caso seja analisado pelos promotores. A denúncia será oferecida no início de fevereiro. Braga informou que repassou cópia da documentação para os vereadores de Barra do Garças Miguelão Moreira, Sávio Carvalho e Odorico Kiko, que estão investigando a empresa que realizou o concurso, que é a mesma nas duas cidades.

“Nós achamos muito estranho o fato de alguns aliados do prefeito passarem em primeiro lugar no concurso”, disparou Braga, que é policial aposentado em Araguaiana. O prefeito Pedro Paschoal, no entanto, não quis comentar a nova denúncia do adversário.

No início do ano, Braga denunciou que a enxurrada estava invadindo algumas casas do conjunto Paraíso, onde foram construídas 196 unidades habitacionais do programa Minha Casa Minha Gente, do governo federal. O prefeito classificou a denúncia de politicagem e xingou o adversário. Logo em seguida, contudo, Paschoal mandou arrumar as ruas.

“O prefeito está arrumando as ruas e nós agradecemos ao Olhar Direto por isso”, salientou Braga, que destacou que ainda resta a falha dos padrões de energia instalados, de 110 volts, quando a energia do município é 220 volts. Os moradores estão gastando em média R$ 300,00 para trocar os padrões.