11-01-2012-Americana diz que foi demitida por faltar ao trabalho para ser jurada

Caso ocorreu em Naples, no estado da Flórida.
Ela foi convocada por tribunal do condado de Collier.

Do G1, em São Paulo

A americana Jane Trejo-Beverly diz que foi demitida da empresa em que trabalhava em Naples, no estado da Flórida (EUA), porque precisou faltar ao trabalho para comparecer a uma audiência como jurada no tribunal do condado de Collier, segundo a emissora "WPTV".

A mulher de 49 anos entrou com uma ação, alegando que a agência violou a lei ao demiti-la. A empresa nega a acusação e diz que a funcionária foi desligada por problemas de desempenho  durante o período probatório.

A demissão aconteceu no dia 14 de dezembro. Na ação, ela contou que enviou uma mensagem para o seu supervisor informando que havia sido selecionada para o júri. Quando estava no tribunal, Jane destacou que recebeu uma mensagem de voz no celular.

Durante uma pausa, ela foi ouvir a mensagem e ficou em choque ao saber que estava demitida. "Eu desliguei e comecei a chorar", afirmou Jane, que entrou há duas semanas com um processo contra a empresa.