03-10-2011-Servidores recebem proposta do TJ e greve é suspensa.

Da Redação - Julia Munhoz

 

O presidente do Sindicato dos Servidores do Judiciário de Mato Grosso (Sinjusmat), Rosenwal Rodrigues, suspendeu a greve dos servidores do Tribunal de Justiça (TJMT) que estava prevista para começar nesta segunda-feira (3). Segundo ele, o desembargador Rubens de Oliveira, presidente do TJ, encaminhou um documento oficial com algumas medidas previstas para atender a solicitação da categoria.

A principal reivindicação dos servidores é quanto aos valores corrigidos e o pagamento do passivo do URV (Unidade Real de Valor), desde a entrada do Plano Real, em 1994. “Nós servidores concordamos que se recebêssemos uma proposta concreta iríamos suspender, mas vamos continuar em estado de greve”, afirmou Rosenwal, durante entrevista ao programa Bom Dia Mato Grosso, da TVCA.

O presidente do sindicato ressaltou que a categoria por meses evitou a greve, porém houve um consenso de que não havia mais alternativas para diálogo. “O CNJ já havia averiguado as contas do URV, então não tinha o que discutir”, pontuou Rosenwal sobre a justificativa do presidente do TJ de que teria solicitado ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) os cálculos dos pagamentos.

O pagamento do URV beneficiaria mais de 5 mil servidores do Tribunal de Justiça. Estima-se que o pagamento do passivo gire em torno dos R$ 250 milhões. As discussões sobre o passivo não são recentes. No ano passado os servidores ficaram em greve por mais de três meses, o que gerou um considerável atraso nos trâmites do Judiciário mato-grossense.

 

 

Por: Ivone Lima

Pontaldoaraguaianews.com