01-12-2011-Marcelinho é indiciado por estupro e irá para presídio em Campina Grande.

Segundo o advogado Afonso Vilar, o jogador assumiu estar sob efeito de álcool e ter tentado beijar a mulher, mas nega ter havido qualquer tipo de agressão

Por ESPN.com.br

Agência Estado

O meia Marcelinho Paraíba, do Sport, prestou depoimento por duas horas na Central de Polícia de Campina Grande depois do problema com uma mulher em festa promovida na chácara do jogador.

O atleta, porém, não foi liberado, será indiciado pelo delegado Fernando Antonio Zoccola por tentar beijar à força e agredir fisica e sexualmente a irmã de um amigo, o que é considerado estupro. Por isso, seguirá para o Presídio de Segurança Padrão, dentro do Complexo do Serrotão, na mesma cidade.

Segundo o advogado de Marcelinho, Afonso Vilar, o jogador assumiu estar sob efeito de álcool e ter tentado beijar a mulher, mas nega ter havido qualquer tipo de agressão. O irmão da vítima, o delegado Rodrigo Pinheiro e também presente na festa, contesta tal versão.

De acordo com testemunhas ouvidas pelo Diario de Pernambuco, cerca de 50 pessoas estavam presentes na chácara do atleta. O evento seria recorrente em Campina Grande, sempre que Marcelinho aparece na cidade, e marcado por grande quantidade de bebidas e drogas ilícitas.

Além do incidente com a mulher, o jogador também foi indiciado por desacato a autoridade junto a dois amigos, que tentaram impedir a entrada da polícia no sítio. Oito viaturas apareceram no local.

 

Ivone Lima / Pontaldoaraguaianews.com

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário