01-12-2011-Exoneração de cacique revolta kaiapós em MT.

Por FÁTIMA LESSA, estadao.com.br

Índios pressionam pelo retorno do cacique kaiapó Megaron Txucarramãe à coordenação regional da Fundação Nacional do Índio (Funai) de Colíder (MT), exigem a revogação de portaria e ameaçam protestar em Brasília caso não sejam atendidos. Os kaiapós ocupam a sede do órgão naquele município e exigem a saída 'imediata' do coordenador substituto do cacique, Sebastião Martins. Os trabalhos na sede estão paralisados. A ação foi pacífica e não houve feridos.

'Eles entraram e pediram para que eu saísse', disse Martins. Raoni também participou do ato de retirada do substituto. Os kaiapós querem a revogação da portaria de exoneração do cacique publicada em 28 de outubro. Megaron é sobrinho do cacique Raoni, um dos mais influentes das comunidades indígenas do País. Por telefone, os kaiapós disseram que 'até agora a Funai de Brasília não se manifestou'.

Em nota, as lideranças indígenas dizem que querem e pedem que 'Megaron Txucarramãe continue à frente do cargo de Coordenador Regional de Colider-MT por entender que ele é a pessoa mais apropriada para defender e lutar por nossos interesses e direitos, como sempre vem realizando, sem medir nenhum esforço para realização dessas ações'.

Para eles, a saída do cacique é um golpe na luta em defesa das causas indígenas: 'A Funai não tem conseguido representar nem defender os índios, e agora, exonera um índio que, dentro da Funai, defendia os índios. Prova dessa insatisfação geral é que várias nações indígenas estão se manifestando contra essa decisão'.

 

 

Ivone Lima / Pontaldoaraguaianews.com

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário